this is an h1

this is an h2

Tue Sep 12 15:32:30 BRT 2017
Empreendedorismo | RURAL
Crescer no Campo - Agricultura Orgânica no DF

O projeto busca dinamizar a inclusão produtiva rural e aumentar a competitividade dos pequenos empreendimentos rurais de produção orgânica.

· 12/09/2017 · Atualizado em 12/09/2017
O projeto

A carência em gestão, transferência de tecnologias, conhecimento das inovações e mecanismos de acesso a mercado ainda fazem parte da realidade dos sistemas produtivos nacionais e são obstáculos que impedem o produtor rural de aproveitar todos os fatores favoráveis ao crescimento do agronegócio no Brasil.

Todo esse cenário materializa um conjunto de oportunidades para a atuação do Sebrae no DF, por meio da Unidade de Agronegócios, visando a dinamização da inclusão produtiva rural e o aumento da competitividade dos empreendimentos rurais ligados à Agricultura Orgânica.

O projeto Nacional Crescer no Campo – Agricultura Orgânica tem como objetivo promover a ampliação de soluções de base ecológica e temas associados que possibilitem aumento da competitividade de empreendimentos rurais, com ênfase na conversão e certificação orgânica, implementação de tecnologia de produção e manejo, buscando ainda a melhoria na gestão dos empreendimentos e melhor posicionamento no mercado.

Segundo dados da EMATER-DF e da CODEPLAN, o cultivo de alimentos orgânicos no Distrito Federal atinge, atualmente, 775 hectares incluindo pastagens. Existem 140 propriedades certificadas e 100 em conversão ou tecnicamente preparadas para certificação. O crescimento médio anual do mercado corresponde a 20%, e a renda bruta referente à produção é da ordem de R$ 30 milhões de reais. Estima-se que 40 mil pessoas consumam os produtos orgânicos com frequência.

Caso de Sucesso

Tomates orgânicos transformam vida de produtor
Sávio de Castro Ferreira trocou comércio de carros pelo agronegócio

Por: Célia Curto
Bruno Spada

 Em janeiro de 2015, Sávio de Castro Ferreira tomou a decisão que mudaria sua vida: abandonar a profissão de vendedor de automóveis para cuidar, apenas, da produção de orgânicos que iniciara no ano anterior, nas terras da família, em Planaltina de Goiás. Desde 2014, vinhaplantando tomates e outras hortaliças com o objetivo de se tornar produtor de alimentos orgânicos, com o apoio técnico do Sebrae no DF em consultoria de orientação tecnológica para cultivo de hortaliças in natura, desenvolvida até hoje. Em um ano, o negócio tinha crescido tanto que foi a hora de escolher – e ele optou pelo seu empreendimento rural.

Passado mais um ano, não há motivos para arrependimento. “Começamos com um funcionário e três estufas. Hoje temos quatro funcionários e 15 estufas, que deverão ser 20 até o início de 2017”, explica o agricultor, que tem como sócias as irmãs Maria Jacqueline e Iara Ferreira de Castro. A família, vinda da cidade mineira de Coromandel, também trabalha na produção da Ferreira Orgânicos, cujo selo e visual da marca também foram desenvolvidos na parceria com o Sebrae no DF.

“Desde que implantamos nosso sistema de produção agrícola, procuramos o Sebrae no DF e o Sindicato de Produtores Orgânicos do DF (Sindiorgânico-DF), porque sabíamos que precisaríamos de apoio. Começamos o negócio sem nenhum embasamento teórico. Desde então, o Sebrae nos apoiou com assistência técnica, certificação orgânica, engenharia de produção e, agora, está viabilizando a melhoria da nossa casa de manipulação de alimentos para higienização e embalagem”, explica o produtor. “Até o início de 2017, vamos ampliar nossas estufas e nossa produção em 30%, chegando a 20 estufas, para, depois, partir para a fruticultura orgânica, que já está em estudo”, completa Sávio de Castro Ferreira. Ele lembra que, também pela rede de relacionamentos estabelecida por meio do Sebrae no DF, teve contato com novos mercados.

A Ferreira Orgânicos produz, embala e distribui prioritariamente tomate salada. Porém, em menores quantidades, também saem da propriedade outros orgânicos: abobrinha, pepino, berinjela, alface, brócolis e couve-flor. Como uma das cooperadas da Cooperorg, a Ferreira Orgânicos distribui seus alimentos no Mercado Orgânico da Ceasa, às terças e quintas-feiras e aos sábados. Dos 2 hectares ocupados hoje pela produção, o dobro da área inicial, nascem semanalmente 2 toneladas de alimentos.

“O mercado orgânico é um segmento em franca expansão e tem muito a crescer. Embora sejam grandes as dificuldades de produção, trata-se de um mercado aquecido, promissor e com concorrência restrita”, explica o produtor. “Com o apoio do Sebrae no DF, seguiremos crescendo e ampliando o valor agregado da nossa produção”, completa Sávio de Castro Ferreira.

Soluções Sebrae

O Sebrae no DF vem trabalhando constantemente para oferecer às empresas e aos produtores rurais as soluções que podem impulsionar o seu negócio. São oferecidas capacitações em forma de cursos, oficinas e palestras sob demanda para grupos de produtores rurais – seja no Sebrae no DF, seja na associação ou cooperativa que demandou o serviço.

As consultorias são realizadas por empresas credenciadas no Sebrae e visam ao atendimento coletivo ou individual. O serviço é subsidiado pelo Sebrae em até 70% do valor cobrado pelo consultor. 

Consultorias:

  • Assistência técnica
  • Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica
  • Gestão
  • Identidade visual
  • Negócio certo rural
  • Qualidade total rural

Cursos:

  • Negócio certo rural
  • Qualidade total rural

Oficinas:

  • Gerenciar no campo
  • Atender bem no campo
  • Controlar meu dinheiro no campo
  • Custos para produzir no campo
  • Vendas diretas no campo

Palestra:

  • Vender para o governo no campo

Acesso a mercados:

  • Missões técnicas
  • Participação em feiras e eventos

O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora