this is an h1

this is an h2

Empreendedorismo
Planejamento do Ecossistema é entregue em São Miguel do Oeste
Durante o Café com Inovação da Associação Empresarial

A Associação Empresarial de São Miguel do Oeste promoveu nesta semana o “Café com Inovação”. O evento foi realizado no Gran Nobile Evento, antigo Vila Grill, na avenida Willy Barth e foi marcado pela entrega do Planejamento do Ecossistema Local de Inovação. O documento foi elaborado pelo Sebrae/SC com a colaboração dos atores do ecossistema, envolvendo o poder público, universidades, entidades empresariais e a classe empresarial. O “Café com a Inovação” também contou com um painel sobre inovação com a participação do Secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelo Fett Alves, e o diretor técnico do Sebrae de Santa Catarina, Luc Pinheiro.

Na abertura do “Café com inovação”, o presidente da Acismo Daniel de Souza ressaltou que uma das metas da entidade era inserir São Miguel do Oeste no mapa inovação catarinense e isso está efetivamente acontecendo. O gerente regional do Sebrae Udo Trenepohl ressaltou que a cidade está avançando na direção do fortalecimento do ecossistema com uma articulação maior entre os atores.                                                                                                                                                                   Em seguida, os consultores do Sebrae Tiago Tengaten e Nicolau da Silva apresentaram os principais pontos do Planejamento do Ecossistema Local de Inovação. Durante quatro workshops realizados ao longo do ano foram identificados os atores, definidos os setores estratégicos, validado o nível de maturidade do ecossistema, elaborados planos de ações para o ecossistema e para os setores priorizados e ainda, definida a governança. O Planejamento apontou que as quatro áreas prioritárias para a inovação são máquinas & equipamentos e automação industrial; tecnologia da informação e comunicação (TIC); tecnologias para agro/alimentos e saúde.

Durante o evento o secretário Marcelo Fett Alves disse que Santa Catarina tem vocação para a inovação e que o governo pode investir e ser parceiro do Centro de Inovação que está em processo de implantação na Unoesc de São Miguel do Oeste, uma das ações previstas no planejamento entregue nesta segunda pelo Sebrae. Ele também apresentou detalhes do programa SC Inovadora, um conjunto de ações articuladas em sete pilares com foco na melhoria da competitividade: financiamento, ambiente legal, qualificação profissional, atração de investimentos, projetos estruturantes, infraestrutura de conectividade e ambientes de inovação. Fett disse que para cada um desses fatores de competitividade, serão implementadas um conjunto de medidas nos próximos anos.

O diretor técnico do Sebrae Luc Pinheiro, reforçou a importância do Planejamento do Ecossistema como instrumento para consolidar a inovação em São Miguel do Oeste. Ele ressaltou que o documento permite que os atores “possam juntos trabalharem para suprimir as deficiências e posicionar o ecossistema de inovação como algo pujante e com diferencial”. Segundo Luc, esse é o 16º Planejamento de Ecossistema entregue pelo Sebrae em Santa Catarina. “Desta forma, a gente consegue espalhar a inovação pelo estado inteiro e em todos os lugares”, completou.

 

 

 

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora