this is an h1

this is an h2

Tue Oct 25 23:46:30 BRT 2022
Empreendedorismo | RESPONSABILIDADE SOCIAL
Como tomar decisões mais seguras na hora de empreender?

A tomada de decisão de forma impulsiva pode colocar a sua empresa em risco. Saiba como evitar esse tipo de atitude no seu negócio.

· 04/10/2022 · Atualizado em 25/10/2022
Imagem de destaque do artigo
FAVORITAR
Botão favoritar

Nem sempre tomar decisões é uma tarefa agradável, sobretudo quando pensamos naquelas que envolvem grandes riscos, que podem ameaçar a sobrevivência da empresa ou trazer prejuízos para clientes e parceiros. Por isso, existe a necessidade de se preparar adequadamente para tomar decisões mais assertivas. Uma decisão errada pode representar um passo definitivo para um salto no precipício.

Ao agir de forma impulsiva, sob o impacto de grande pressão psicológica, o empreendedor pode não perceber de forma clara a necessidade de se preparar adequadamente para a melhor decisão – isolando os aspectos emocionais e fazendo uma análise racional dos riscos envolvidos.

Veja a seguir algumas dicas que podem ajudar você na tomada de decisão de forma mais segura.

  1.   “Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje”. Como diz o ditado popular, não atrase uma decisão importante. Às vezes, o nosso cérebro nos coloca em uma armadilha impressionante: ao lidar com uma situação muito crítica, ficamos desconfortáveis, e a tendência é adiar para “sabe Deus quando”, evitando entrar em contato com o que nos desagrada. Esse é um caminho que traz grandes prejuízos, pois, a cada adiamento, a situação piora e tende a chegar no momento do “agora ou nunca” com um “ruim” ainda pior. 
  2.   Olhe para os seus objetivos: um objetivo representa um alvo a ser alcançado, é um “norte” para onde devemos seguir. Todo objetivo deve ter uma medida numérica, relacionada a um tempo ideal para o seu alcance. Por isso, toda e qualquer decisão deve ser tomada analisando o quanto isso vai contribuir para o seu objetivo. Se, mesmo assim, o seu instinto de empreendedor disser que determinada opção é melhor, reveja seus objetivos, porque, caso a solução observada seja mesmo a mais adequada, então é o momento de redefinir o seu “norte”.
  3.   “Como está o meu ambiente neste momento?”: tenha um olhar mais profundo e atento às coisas que estão acontecendo dentro e fora da empresa. O que está mudando? Normas e legislações estão sendo alteradas? Surgiram concorrentes com novas posturas ou modelos de negócios inovadores? As pessoas estão mudando a forma de consumir produtos/serviços do seu segmento de negócios? Veja os sinais que aparecem, às vezes ainda de forma lenta e sem muita clareza. Lembre-se de que, antes da tempestade, aparecem no céu nuvens escuras e aquele ventinho frio.
  4.   Defina o seu tempo limite: cada decisão pede um momento mais adequado. Algumas vezes, a decisão precisa acontecer mais rapidamente, enquanto, para outras, é necessário deixar “esfriar” um pouco para que as questões emocionais sejam superadas. Determinadas decisões, quando tomadas no calor do momento, podem esconder questões mais críticas que estão longe da sua percepção.
  5.   Saiba tudo sobre seus clientes: quanto mais você conhecer sobre eles, mais confortável será a tomada de decisão. A pergunta-chave é: como os meus clientes vão reagir a essa situação?
  6.   Nunca pare de aprender: toda situação nova ou crítica que você experimentar deve se transformar em experiência e aprendizado. Por isso, pesquise temas relacionados, faça cursos, converse com empreendedores mais experientes e fale com seus clientes.

Não hesite em procurar o Sebrae, que oferece as melhores ferramentas para ajudar você na tomada de decisão mais assertiva. Aproveite também para fazer um de nossos cursos, clicando nos links a seguir.

 

Aprenda a planejar as estratégias do seu negócio

Hora da virada


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

FAVORITAR
Botão favoritar
Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora