this is an h1

this is an h2

Thu Dec 01 00:38:50 BRT 2022
Inovação | AUMENTO DA EFICIÊNCIA PRODUTIVA
Como prevenir a Síndrome de Burnout no ambiente de trabalho

Veja as causas, sintomas e o que fazer em relação à Síndrome de Burnout no ambiente de trabalho.

· 30/11/2022 · Atualizado em 30/11/2022
Imagem de destaque do artigo
FAVORITAR
Botão favoritar

A Síndrome de Burnout, muito falada nos últimos tempos, precisa ser prevenida e cuidada, pois, além de gerar riscos à saúde dos colaboradores, também pode impactar nos resultados das empresas. Também conhecida como síndrome do esgotamento profissional, é uma doença muito presente nas empresas. 

Segundo a Associação Internacional de Gestão de Estresse, estima-se que 32% dos profissionais brasileiros sofram com o esgotamento no ambiente de trabalho. Esse valor é superior a 1/3 do total de trabalhadores.

Trata-se de um distúrbio emocional causado pela exaustão extrema, pelo esgotamento físico e estresse causado por situações de trabalho. Geralmente, a Síndrome de Burnout ocorre em ambientes extremamente competitivos e com pessoas que vivenciam situações que demandam muita responsabilidade.

Esse transtorno foi descoberto, em 1974, pelo médico americano Freudenberger. Ele está registrado como um dos problemas relacionados ao emprego e ao desemprego, podendo causar uma depressão profunda.

Podemos listar algumas das principais causas da Síndrome de Burnout:

  • Excesso de obrigações e responsabilidades no trabalho;
  • Ambiente tóxico e competitivo;
  • Estresse crônico;
  • Tensão emocional;
  • Relação difícil com superiores e colegas de trabalho.

Um sintoma típico da Síndrome de Burnout é a sensação de esgotamento físico e emocional. O que acaba levando a outros sintomas, como: autoestima baixa, depressão, ansiedade, lapsos de memória, agressividade e mudanças bruscas de humor, insônia, entre outros. 

O diagnóstico deve ser feito por um profissional especialista, geralmente um psiquiatra junto com um psicólogo. Já o tratamento pode incluir o uso de antidepressivos e psicoterapia; indicação de atividade física regular e exercícios de relaxamento. 

Prevenção da Síndrome de Burnout no ambiente empresarial

A construção de um ambiente saudável no trabalho é ponto-chave na discussão de como prevenir a Síndrome de Burnout nas empresas. Implementar uma cultura colaborativa e de feedback, trabalhando críticas e sugestões de maneira construtiva, é uma ação eficaz para combater a síndrome. 

Para ajudar na prevenção das causas, algumas empresas estão buscando constituir estratégias como ambientes de trabalho mais flexíveis e momentos de recreação na empresa. São estratégias essenciais para garantir não só a produtividade dos trabalhadores, mas também o seu bem-estar físico e emocional, garantindo qualidade de vida dentro e fora do ambiente de trabalho.

O planejamento também é uma boa estratégia de combate à síndrome de Burnout. Pensar em prazos factíveis, de acordo com as responsabilidades dos colaboradores, pode evitar estresses futuros. Além disso, realizar encontros e reuniões semanais entre gestores e colaboradores, fazendo uma análise da semana, discutindo desafios e dificuldades encontradas pode promover um ambiente mais aberto e propício à colaboração e à solução de problemas.

Toda empresa deve ficar atenta a possíveis transtornos de saúde mental, como a Síndrome de Burnout. E a melhor prevenção é desenvolver um ambiente saudável e colaborativo, no qual todos sintam-se bem para trabalhar e trocar opiniões e experiências. 

Para saber mais, leia os textos a seguir:

ESG: o que é e qual é a importância? Saiba aqui! 

ESG possibilita rentabilidade para pequenos negócios inovadores


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

FAVORITAR
Botão favoritar
Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora