this is an h1

this is an h2

Tue Feb 07 23:37:59 BRT 2023
Inovação | STARTUP
A cultura dos unicórnios

Saiba quais são os principais fatores que levam as startups de tecnologia serem bem-sucedidas

· 08/12/2022 · Atualizado em 07/02/2023
Imagem de destaque do artigo
FAVORITAR
Botão favoritar

São chamadas de unicórnios as startups tecnológicas que são avaliadas em mais de mil milhões de dólares, sem ter presença na bolsa. Estas empresas são avaliadas com base nas suas oportunidades de mercado e no seu potencial de mercado, a longo prazo. 

Mas, quais são os fatores-chave para atingir um sucesso dessa magnitude? Não há uma resposta única, pois existem muitos fatores envolvidos no sucesso ou fracasso de uma startup. Sem querer prescrever fórmulas mágicas, podemos elencar alguns pontos em comum a elas.

As redes sociais como grandes aliadas: essas empresas utilizam o Facebook, Twitter, Instagram etc. para reforçar sua comunicação. Assim, conseguem amplificar sua mensagem causando impacto em seu público-alvo, graças à segmentação que é feita nos investimentos em ADS, que são muito menores do que a publicidade tradicional.

O cliente sempre no centro: desenvolvem uma estratégia comercial consumer centric, ou seja, têm o cliente em mente antes (ideação), durante (manufatura) e depois (pós-venda). A experiência de usuário é fundamental. 

Expansão global e acelerada: as boas startups nascem com uma mentalidade global e seguem uma estratégia get big fast para, como o próprio nome indica, se tornarem grandes da forma mais rápida possível. 

Diversidade do equipamento: são organizações multidisciplinares e multiculturais. Contam, portanto, com perfis profissionais muito diferentes e essa diversidade é uma de suas forças quando se trata de gerar ideias disruptivas. 

A incerteza como parte do dia a dia: a linha entre o triunfo e o fracasso é muito tênue. Esse tipo de empresa sabe muito bem disso, portanto, aprende a conviver com os altos e baixos e desenvolve uma resiliência especial.

Como dito acima, uma característica marcante das startups é o fato de crescerem muito rapidamente. Mas, como crescer e manter a cultura da empresa?

Assim como as startups, empresas de outros segmentos também enfrentam esse problema pois, é comum que o tamanho das equipes e a descentralização das atividades façam com que a essência da empresa se perca.

Cultura organizacional e alinhamento de equipes

A cultura organizacional pode ser descrita como a “essência da empresa”. Ela representa o relacionamento entre três partes: o colaborador, trabalho e o cliente.

No entanto, é necessário adotar algumas ações que visem manter vivos os valores, as políticas, os sistemas, os processos e os hábitos cultivados pela empresa, mesmo quando estiver em processo de crescimento.

A cultura organizacional pode ser dividida em três níveis:

  • Artefatos

Este nível corresponde à parte mais visível da cultura organizacional. Ele está diretamente ligado ao ambiente interno da empresa, seus espaços de trabalho, de reuniões, de confraternização, de descontração de funcionários, entre outros.

  • Crenças e valores

Este nível está relacionado às questões comportamentais no dia a dia da empresa - atitudes que são elogiadas e aquelas que não serão toleradas.

  • Suposições básicas

Este é o nível mais emocional e está relacionado aos sentimentos partilhados entre os funcionários de uma empresa, isto é, a visão que os colaborares possuem a respeito do ambiente da empresa. Embora seja intangível, é um aspecto essencial da cultura organizacional, já que a satisfação dos colaboradores no ambiente de trabalho interfere diretamente na sua produtividade.

  • A importância da cultura organizacional

Quando uma empresa tem uma cultura organizacional forte e enraizada, o trabalho passa a ser feito, não só por um salário, mas por valores e objetivos verdadeiros.

Quanto mais os colaboradores acreditam e entendem a cultura da empresa, mais estarão dispostos a se sacrificar para atingir os objetivos estabelecidos.

Como crescer e manter a cultura organizacional

Ter a sensação que se está a perder “a mão” à empresa é um dos piores sentimentos que podem acometer os empreendedores. Para garantir um crescimento sólido e consistente para os negócios, os empreendedores podem levar em consideração alguns elementos fundamentais:

  • Escuta ativa: ir até à fábrica, às lojas, visitar os pontos de venda e ouvir aquilo que funcionários e clientes têm para dizer sobre o negócio. Com essas informações será possível perceber onde as coisas começaram a falhar.
  • Lideranças: é importante escutar a opinião dos funcionários e clientes sobre a empresa. Além disso, é fundamental saber sobre a visão que as lideranças possuem a respeito da empresa. É importante ouvi-los para identificar valores comportamentais que podem estar desalinhados com o propósito da empresa.
  • Contrate as pessoas certas: Uma das tarefas mais difíceis para um empreendedor é a hora da contratação. E, por mais que não pareça, mesmo que você esteja preenchendo uma vaga na base da sua empresa, ela pode fazer toda a diferença. Contratar as pessoas que têm brilho no olhar e que acreditam, de fato, na missão da empresa muda muita coisa.

As organizações que investem em gestão de pessoas e numa cultura organizacional de qualidade, conseguem alinhar as metas da empresa com os objetivos de crescimento e tornam-se locais admirados pelos colaboradores.

Conheça mais sobre o tema startup com os cursos do Sebrae:

Fonte: https://open.spotify.com/episode/6E908Djn1R3F3doTigFMiH?si=2b4d56e2ac7b4358&nd=1

FAVORITAR
Botão favoritar

 

Participe das comunidades temáticas Sebrae no Telegram.



O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

FAVORITAR
Botão favoritar
Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora