this is an h1

this is an h2

Sun May 07 22:35:05 BRT 2023
Inovação | MELHORIA DE SERVIÇO
Conheça os quatro pilares do setor automotivo

Qualidade, sustentabilidade, tecnologia e associativismo alicerçam as atuais demandas desse nicho de mercado.

· 06/11/2015 · Atualizado em 07/05/2023
Imagem de destaque do artigo
FAVORITAR
Botão favoritar

Novas práticas de gestão, aperfeiçoamento das rotinas produtivas e investimento em tecnologia são características cada vez mais adotadas por empreendedores do setor automotivo para consolidarem seus negócios, tornando-os mais competitivos e adequados às demandas atuais do mercado.

Essas exigências podem ser agrupadas em quatro conceitos basilares, qualidade, sustentabilidade, tecnologia e associativismo, que são aplicados aos dois setores do mercado automotivo: comércio e serviços.

Confira a seguir detalhes sobre cada um deles e saiba como fortalecer ainda mais a sua empresa.

Qualidade

A qualidade pode ser observada como um critério, um grau negativo ou positivo de excelência, mas no mundo dos negócios ela também refere-se às práticas e aos processos adotados no empreendimento, a fim de garantir o bom funcionamento de todas as etapas.

É preciso estabelecer procedimentos normalizados, ou seja, com normas e padrões de desempenho estabelecidos, e verificar, seu cumprimento. Uma rotina de conferência do estoque, manutenção e limpeza dos espaços, a certificação da garantia dos produtos e segurança dos funcionários e clientes são exemplos.

A adoção de rotinas normalizadas, tanto no setor de serviços como no comércio, é fundamental para garantir uma boa gestão interna, otimizando os processos e aumentando a produtividade, fortalecendo, assim, as dinâmicas de seu empreendimento.

Sustentabilidade

A adoção e manutenção de práticas sustentáveis é outro pilar importante para a boa gestão de seu empreendimento automotivo. Isso envolve desde os aspectos ambientais até a saúde e a segurança dos trabalhadores.

As práticas sustentáveis no setor de serviços abrangem desde peças com reúso, ou seja, peças que retornam ao fabricante, com o intuito de aproveitar suas características base; manutenção dos automóveis, para reduzir os riscos de acidentes, assim como a emissão de poluentes (inclusive, algumas montadoras estão usando materiais ecológicos até nos pneus), e também peças para diminuir os ruídos gerados pelos veículos (observe o barulho de um veículo de 1990 e outro de 2022, a diferença assustadora), proporcionando maior segurança e conforto ambiental.

Confira a seguir algumas dessas ações de sustentabilidade para seu empreendimento automotivo:

  • organização dos espaços da oficina ou da loja, observando aspectos como ventilação, iluminação e limpeza;
  • aperfeiçoamento e investimento na manutenção de veículos usados, cuja demanda tem aumentado em razão da crescente consciência social de menor descarte;
  • atenção ao descarte de resíduos e embalagens, com especial atenção aos rejeitos poluidores, como óleos e baterias;
  • investimento em logística reversa, com a revenda de peças para reciclagem, aumentando a vida útil das matérias-primas.

Tecnologia

As transformações tecnológicas dos automóveis modificaram substancialmente as práticas de manutenção e de reparo. Os antigos sistemas mecânicos foram aperfeiçoados com componentes automáticos e informatizados.

Essas mudanças ampliaram as possibilidades de atuação e exigiram a atualização das oficinas e lojas especializadas em peças e produtos tecnológicos.

Os empreendimentos de serviço devem estar atentos e atualizados às novas demandas, a fim de oferecer reparos atualizados às necessidades dos clientes. É importante investir em recursos tecnológicos, como notebooks e aparelhos que façam a leitura do computador de bordo do veículo.

Os empresários voltados para o comércio devem ficar igualmente atentos, oferecendo peças e produtos de qualidade garantida, que acompanhem o rápido desenvolvimento tecnológico dos veículos.

A tecnologia também é importante aliada na divulgação do empreendimento, a partir das redes sociais e dos aplicativos de troca de mensagens, que podem ser utilizados, inclusive, para agendar o horário de um atendimento.

As redes sociais inclusive já possibilitam o autoatendimento, então vale a pena se atualizar. Venda mais com um catálogo de produtos e serviços no WhatsApp Business

Associativismo

A associação entre oficinas e revendedoras de peças é o quarto pilar do setor automotivo. Apesar da prática ainda não ser muito comum, já existem iniciativas que atestam a viabilidade do trabalho conjunto e seus benefícios econômicos e para o fortalecimento da categoria.

Uma das vantagens da associação entre os empresários é a compra de produtos em grande escala, reduzindo o preço final, o que é bastante vantajoso para adquirir peças de maior valor agregado ou para compras no exterior, ou seja, o seu concorrente pode ser um ótimo aliado. 

Além disso, a associação dos empresários garante representação institucionalizada para a defesa dos interesses da categoria, com maior peso de reivindicação nas diversas instâncias sociais.

A Associação de Reparadores Veiculares de Santa Catarina (Arvesc) é um exemplo de associativismo para o setor. Ela tem como visão promover parcerias com entidades públicas e privadas, para fomento de tecnologia e capacitação profissional de interesse dos seus associados.

Saiba mais:

Clique aqui e saiba como utilizar o marketing digital para fortalecer e divulgar seu empreendimento.

Ainda possui dúvidas? Fale com a gente! Nesse link você pode agendar Consultorias GRATUITAS para cuidar do seu negócio.

FAVORITAR
Botão favoritar

 

Participe das comunidades temáticas Sebrae no Telegram.



O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

FAVORITAR
Botão favoritar
Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora