this is an h1

this is an h2

Wed Jul 20 00:51:51 BRT 2022
Mercado e Vendas | DEMANDA DE CONSUMO
Festas Juninas aceleram recuperação econômica em todo o Brasil

A volta das Festas Juninas abre oportunidades para toda a cadeia produtiva no turismo, principalmente no Nordeste. Aproveite essa onda e amplie seu negócio.

· 30/06/2022 · Atualizado em 20/07/2022
Imagem de destaque do artigo
FAVORITAR
Botão favoritar

As Festas Juninas estão entre os principais atrativos turísticos do país. E, com a redução das restrições associadas à pandemia de coronavírus, as Festas Juninas ressurgem como fator fundamental de recuperação econômica para dezenas de municípios, principalmente no Nordeste do país. 

Confira onde acontecem as principais festividades e planeje seu negócio, porque a retomada do turismo abre oportunidades importantes para toda a cadeia do setor, incluindo restaurantes, lojas, hotéis, pousadas e muito mais. O comércio eletrônico, que cresceu muito por conta da pandemia, também não fica de fora e pode acelerar as vendas em todos esses setores, no Brasil e no exterior.

As Festas Juninas incluem as comemorações alusivas a Santo Antônio (13 de junho), São João (24) e São Pedro (29). Duas cidades brasileiras disputam, tradicionalmente e de forma saudável, o título de “melhor do mundo” nas festividades: Caruaru, em Pernambuco, e Campina Grande, na Paraíba.

Caruaru, que também é conhecida como Capital do Forró, aposta este ano no “São João do Reencontro”, com 24 polos de concentração e cerca de 800 apresentações. As comemorações duram o mês inteiro e incluem outra tradição – as comidas gigantes –, que remonta a 1999, quando foi elaborada uma gigantesca pamonha. Caruaru preparou este ano o maior cuscuz do mundo.

A expectativa da prefeitura era de que as Festas Juninas gerassem dois mil postos de trabalho no período, e que as centenas de milhares de visitantes injetassem cerca de R$ 300 milhões na economia local.

Campina Grande, que é conhecida pelas grandes Festas Juninas a céu aberto, não fica atrás. Depois de dois anos de isolamento, a cidade dedicou este ano às comemorações ao cantor e compositor Genival Lacerda, nascido em Campina Grande e que morreu no ano passado.

Entre as atrações das festas de Campina Grande, que vão de 10 de junho a 10 de julho, está a “Locomotiva Forrozeira”, um grande baile realizado em vagões de trem, com capacidade para cerca de 800 pessoas. 

Campina Grande tem outra rival, em seu próprio estado. Trata-se da capital, João Pessoa, que não quer fazer feio e apresenta o São João Multicultural, com um festival de quadrilhas e shows de grandes nomes da música brasileira, como Elba Ramalho e Ranniery Gomes. 

São Luís, no Maranhão, é outra capital nordestina que fervilha durante os 60 dias de duração das festas juninas. Um dos destaques da programação local é o tradicional bumba-meu-boi, além do São João no Bairro, que leva manifestações artísticas e culturais a toda a cidade. 

As disputas pelo melhor São João alcançam outros estados brasileiros Natal e Mossoró protagonizam o duelo cultural e artístico no Rio Grande do Norte. No Ceará, a principal disputa acontece entre Fortaleza, a capital, e Maracanaú. 

Mas nem só do Nordeste vivem as Festas Juninas, Brasil afora. Em São Paulo, cidade em que grande parte da população tem origem nordestina, o destaque são as quermesses. E em muitas delas, as tradições do Nordeste combinam-se com a conhecida influência italiana na região, fazendo com que as mesas das quermesses misturem pinhão, quentão, pizza e focaccia.  

Na Região Centro-Oeste, Corumbá, no Mato Grosso do Sul, oferece a comemoração mais animada no período. Uma das principais atrações turísticas é o batismo de São Joao nas águas do Rio Paraguai, evento que, desde 2021, tem o título de Patrimônio Cultural e Imaterial do Brasil. 

E no Norte do país, o Pará, sede de outras grandes festividades, como o Círio de Nazaré, enriquece as Festas Juninas com o carimbó, ritmo típico da região.

Lages, em Santa Catarina, é o grande destaque sulino nas comemorações dessa época. A cidade realiza este ano a 32ª edição da Festa do Pinhão e também oferece ao turista as Sapecadas da Canção Nativa e da Serra, um dos maiores festivais de música nativista da América Latina.

Agora é com você: estude as melhores alternativas e turbine seu negócio com o retorno das Festas Juninas em todo o país.

FAVORITAR
Botão favoritar
Telegram

 Participe você também, acompanhe as notícias
e dicas para sua área de atuação.

Confira abaixo os canais já existentes no Telegram: 


 Sebrae Turismo

https://t.me/sebraeturismo


 


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

FAVORITAR
Botão favoritar
Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora

Posso ajudar?