this is an h1

this is an h2

Mon Nov 28 22:44:55 BRT 2022
Mercado e Vendas | PREÇO
Supere a concorrência neste Natal, saiba precificar seus produtos

Promover descontos é um excelente atrativo no Natal, supere a concorrência e saiba todos os aspectos para considerar na formação do seu preço.

· 23/11/2022 · Atualizado em 28/11/2022
Imagem de destaque do artigo
FAVORITAR
Botão favoritar

Que tal sair na frente da concorrência e bater o recorde em vendas? Hoje, o Sebrae quer te ensinar quais são as melhores estratégias para que você possa encerrar o ano com o faturamento em alta. 

E nada melhor do que aproveitar o Natal, que é um período bem agitado para o comércio varejista e aprender de vez como precificar os seus produtos para datas comemorativas. Vamos nessa?

O que devo considerar para definir o preço do meu produto?

É extremamente importante para a saúde financeira do seu negócio que você compreenda que não dá para definir o valor de venda sem ter conhecimento dos custos unitários do seu produto/serviço. O preço cobrado por cada mercadoria deve cobrir os custos da empresa e gerar lucro ao empreendedor. 

Entenda, também, a diferença entre preço e valor. O preço é a quantia em dinheiro que o cliente desembolsa para adquirir o produto, já o valor revela os diferenciais de uma empresa. Por esse motivo, é perfeitamente possível encontrar no mercado o mesmo produto, com diferentes preços, porque cada empresa tem o seu valor, que não se restringe a valor monetário. 

Conheça o cenário econômico e o perfil dos seus clientes

Depois de entender a relevância de conhecer os seus custos de produção antes de estabelecer o preço dos seus itens de venda, é válido compreender qual é o contexto no qual você está inserido. Por exemplo, o mercado está favorável para o seu nicho de atuação?

Às vezes, é preciso realizar adaptações para manter-se ativo em vendas, e o maior exemplo disso foi a pandemia da covid-19, que tirou os empreendedores da sua zona de conforto e trouxe um novo desafio de subsistência:  o e-commerce. 

Próximo do Natal, muitas pessoas já receberam a primeira parcela do 13º salário, o que significa que é um momento favorável para compras. Mas, além do cenário econômico, a empresa deve avaliar o perfil dos seus clientes e capacidade de compra. 

Vamos a um exemplo prático: suponha que você seja dono de uma loja de cadernos. Cadernos e agendas de todos os tipos, cores e tamanhos. O preço máximo de um caderno em sua loja é de R$ 50,00 (cinquenta reais). 

Se, de repente, você aumentar o custo de todos os seus cadernos e começar a vendê-los por cerca de R$ 65,00 (sessenta e cinco reais). Seus clientes irão, no mínimo, estranhar tamanha diferença. Além disso, corre o risco de você perder parte da sua clientela, por não conseguir acompanhar a nova tabela de preços.

Por essas e outras que você, empreendedor, não pode errar no custo de venda do seu produto. Confira seis dicas do Sebrae para definir o preço do seu produto.

FAVORITAR
Botão favoritar

FAVORITAR
Botão favoritar

Com essas dicas, com certeza você irá potencializar as suas vendas neste Natal, garantir a satisfação do seu cliente e claro, o seu faturamento. Acesse o portal do Sebrae para acompanhar mais conteúdos sobre gestão financeira e capacitação profissional.

FAVORITAR
Botão favoritar

 

Participe das comunidades temáticas Sebrae no Telegram.


Acesse o portal de notícias Todo Dia Sebrae


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

FAVORITAR
Botão favoritar
Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora