this is an h1

this is an h2

Tue Feb 21 21:48:01 BRT 2023
Inovação | TECNOLOGIA INDUSTRIAL BÁSICA
E-commerce e realidade aumentada na indústria de base tecnológica

Veja como o e-commerce e a realidade aumentada podem ser diferenciais competitivos para empresas IBT.

· 10/01/2023 · Atualizado em 21/02/2023
Imagem de destaque do artigo
FAVORITAR
Botão favoritar

Novas oportunidades de negócios surgem diariamente por conta do grande número de informações sobre produtos, empresas e processos, disponibilizadas na internet. Exemplo disso é o e-commerce ou comércio eletrônico, que é onde os clientes podem comprar produtos ou serviços no formato on-line. 

Para que a loja virtual de uma empresa de IBT consiga atrair clientes e aumentar as vendas, é preciso escolher bem a plataforma de divulgação. Lembre-se que a loja física possui uma vitrine, já a virtual precisa expor os itens de maneira atrativa para que o cliente possa se interessar e comprar. Por isso, fotos de qualidade, de diferentes ângulos, descrições e especificações detalhadas são importantes quando falamos em e-commerce

Outro ponto relevante num e-commerce são as formas de pagamento disponíveis, que devem acompanhar as tendências para manter agilidade e segurança para o consumidor. Por fim, a entrega é outro fator básico num e-commerce. A logística para envios também deve ser rápida, transparente e confiável. 

O Sebrae, em parceria com a Magazine Luiza, prepara e auxilia os pequenos negócios no mercado digital, em especial com a atuação em marketplaces. Assim, o pequeno empreendedor tem acesso à plataforma Parceiro Magalu, um ambiente digital que inclui novos canais de vendas, marketing, logística e gestão. 

Realidade aumentada no e-commerce

Primeiro, vamos diferenciar realidade aumentada da virtual. A realidade virtual (RV) é a simulação completa de um ambiente fictício, com sons e imagens criados por dispositivos eletrônicos. Ao entrar nesse ambiente, o usuário interage com cada item do espaço virtual. 

Já a realidade aumentada é a integração do espaço real com o digital por meio de sobreposição de elementos virtuais. Assim, o usuário consegue visualizar objetos fictícios por meio de telas, mas no ambiente real. 

No e-commerce, muitas empresas já utilizam a realidade aumentada nas áreas de vendas, marketing, produção, planejamento e desenvolvimento de produtos. Com ela, o cliente pode, por exemplo, experimentar virtualmente produtos e interagir à distância. 

Também é possível realizar testes de protótipos e enriquecer a experiência do usuário. Trata-se de uma grande oportunidade para aprimorar a experiência tanto do cliente quanto das empresas. 

Em uma empresa IBT, as funcionalidades da realidade aumentada também são muitas. Por exemplo, para guiar a interação de robôs e sistemas de automação, resolver questões de clientes em vendas on-line e reduzir custos de testagem. Além disso, a RA pode ser usada em treinamentos e para otimizar processos internos. 

O uso de realidade aumentada já é uma realidade para muitas IBTs do Brasil. Na indústria, óculos com a tecnologia de realidade aumentada permitem que técnicos auxiliem funcionários mesmo à distância, conseguindo reduzir custos de mobilidade e tempo. 

E, no comércio eletrônico de tecnologias, pode-se mostrar à distância um equipamento ou processo de forma mais simples e com maior quantidade de informação para o cliente.

A grande vantagem de uma empresa IBT ter um e-commerce é que ele proporciona mais opções para o cliente efetuar a compra. Os benefícios são mútuos, tanto para o cliente quanto para a empresa.

Para saber mais, leia os textos a seguir:

O E-commerce no seu negócio - Sebrae

Plataforma de e-commerce: como escolher - Sebrae


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

FAVORITAR
Botão favoritar
Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora