this is an h1

this is an h2

Thu Jan 07 18:12:29 BRST 2016
Mercado e Vendas | PRODUTO
O cultivo e o mercado do mamão

O Brasil é o maior produtor e exportador de mamão, atendendo a mercados exigentes como os Estados Unidos e a Europa.

· 26/11/2013 · Atualizado em 07/01/2016
FAVORITAR
Botão favoritar
O que é

No Brasil, esta fruta é consumida preferencialmente fresca, mas sua industrialização, por meio do aproveitamento integral do fruto, oferece extensa gama de produtos e subprodutos, que podem ser utilizados na indústria de alimentos, têxtil, farmacêutica e ração animal.

  • Nome popular da fruta: Mamão (papaia).
  • Nome científico: Carica papaya L.
  • Origem: América tropical, provavelmente na bacia amazônica superior.


Fruto

O fruto do mamoeiro é uma baga, com formato ovoide, esférico-periforme, tamanho e peso com grandes variações. A cor da polpa pode variar de amarelo a salmão ou róseo-avermelhado. A casca é lisa, verde, tornando-se amarela ou alaranjada quando maduro.

Apresenta cavidade central grande, contendo numerosas sementes. O fruto proveniente de flores hermafroditas é alongado, com polpa mais espessa e, consequentemente, com cavidade central menor, por isso são comercialmente preferidas.

A cor da polpa é outra característica importante, sendo preferidos os frutos que apresentam coloração vermelho ou vermelho-rosado.

FAVORITAR
Botão favoritar
Planta

O mamoeiro é um arbusto perene de tronco tenro e suculento, onde se inserem de forma espiralada as folhas de longo pecíolo (haste). Na base das folhas surgem as flores individuais ou em cachos. As flores determinam o sexo da planta, que pode ser masculina, feminina ou hermafrodita.

Comercialmente, a exploração de plantas hermafroditas é a mais recomendável. As variedades mais exploradas no Brasil são a Solo e Formosa. Dessas variedades, as cultivares mais plantadas são:

  • Sunrise Solo: conhecida como mamão Havaí, Papaya ou Amazônia. Tem forma de pera e peso médio de 500g. Possui polpa vermelho-alaranjado de boa qualidade e cavidade interna estrelada. A produção começa entre oito e 10 meses após o plantio, produzindo em média 40t/ha/ano.
  • Improved Sunrise Solo cv. 72/12: conhecida como mamão Havaí. A polpa é espessa e de coloração vermelho-alaranjado, de boa qualidade, com boa resistência ao transporte e maior resistência ao armazenamento. A produção começa a partir do nono mês após o plantio.
  • Tainung nº 1 (Formosa): apresenta casca de coloração verde-claro e cor de polpa laranja-avermelhada, de ótimo sabor. A produção média é de 60t/ha/ano.
  • Tainung nº 2 (Formosa): apresenta polpa vermelha de bom sabor, maturação rápida, com pouca resistência ao transporte. A produção média é de 60 t/ha/ano.
FAVORITAR
Botão favoritar
Cultivo

O mamoeiro é uma planta precoce, com início de florescimento e frutificação entre três e quatro meses após o plantio. A exploração comercial se estende até o terceiro ano de idade, quando a planta atinge altura elevada, que dificulta a colheita, e há perda de qualidade e produtividade.

O mamão é um fruto muito perecível e apresenta elevado nível de perda na fase pós-colheita, atribuída principalmente aos danos mecânicos provenientes de atrito e/ou compressão. Os danos ocorrem devido ao manuseio inadequado dos frutos, assim como no transporte destes.

Os frutos verdes escondem parte dos danos, mas com o avanço do amadurecimento, os sintomas decorrentes surgem gradualmente.

A determinação do estágio de maturação para colheita varia conforme o tipo de mercado a que se destinam os frutos. Consideram-se os seguintes estágios:

  • Estágio 0 - fruto crescido e desenvolvido (100% verde);
  • Estágio 1 - fruto com até 15% da superfície amarela;
  • Estágio 2 - frutos com até 25% da superfície amarela (1/4 madura);
  • Estágio 3 - frutos com até 50% da superfície amarela;
  • Estágio 4 - frutos com 50 a 75% da superfície amarela;
  • Estágio 5 - frutos com 100% da superfície amarela.

Os frutos destinados à exportação são colhidos no estágio 2, principalmente os destinados para os Estados Unidos, enquanto para a Europa, colhe-se até o estágio 4. Para o mercado interno, varia conforme a distância do mercado consumidor e o tempo para comercialização da fruta.

FAVORITAR
Botão favoritar
Mercado

A polpa do fruto maduro é usada na indústria de alimentos para produção de conservas, geleias, sucos e néctares, combinados ou não com outras frutas tropicais, além de purê, pelo processo asséptico ou na forma congelada. No Brasil, os principais métodos de industrialização são compotas, purê asséptico – em pequena escala – e fruta cristalizada.

Do látex do fruto verde é extraída a papaína, enzima que quebra proteínas (proteolítica), utilizada para os mais variados fins nas indústrias têxteis, farmacêuticas, de alimentos e de cosméticos. Pode ser apresentada nas formas refinada, líquida ou purificada.

A indústria de cerveja é a principal consumidora de papaína, com cerca de 75% da demanda, utilizando-a na clarificação e estabilização de cerveja.

Além da papaína, também se extrai das folhas, frutos e sementes do mamoeiro, um alcaloide denominado carpaína, utilizado como ativador cardíaco. Além disso, o mamão é uma boa fonte de cálcio e uma excelente fonte de provitamina A e de ácido ascórbico (Vitamina C).

Do fruto integral "riscado", após a extração do látex, é extraída a pectina, usada na indústria de alimentos e componente peletizado para ração animal. Das sementes é extraído óleo para uso industrial e torta para ração animal.


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

FAVORITAR
Botão favoritar
Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora