this is an h1

this is an h2

Wed Apr 26 21:45:20 BRT 2023
Mercado e Vendas | COMÉRCIO ELETRÔNICO
Conhecendo a inteligência comercial

Roadshow do Go To Market, do Sebrae SC, realizado em Jaraguá do Sul em agosto de 2022, debateu plataformas e ferramentas de inteligência.

· 19/04/2023 · Atualizado em 26/04/2023
Imagem de destaque do artigo
FAVORITAR
Botão favoritar

O Go To Market é a união entre o Intercomp (Programa de Internacionalização de Indústrias), da Fiesc, e o SC+Global (Programa de Internacionalização para micro e pequenas empresas), do Sebrae SC.  

Juntos, estes dois programas têm como objetivo aumentar a participação dos pequenos negócios no mercado global, possibilitando, dessa forma, que eles aumentem sua competitividade.   

Do programa Go to Market fazem parte os roadshows, eventos que ocorrem em várias cidades do Estado de Santa Catarina no formato híbrido (on-line e presencial). Nestes eventos ocorrem webinários gratuitos, palestras, lives específicas e workshops setoriais. 

A 13ª edição do roadshow do programa Go to Market teve lugar em agosto de 2022 em Jaraguá do Sul (parte da regional norte, Joinville) com o tema Inteligência Comercial e teve dois convidados: o dr. Júlio Cesar Zilly, professor-doutor da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc) e da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); e a professora Janini Borba, mestranda em tecnologia da comunicação da Unesc.   

A inteligência comercial (IC) surgiu inicialmente no ambiente militar. Era uma prática utilizada por diversos países com o objetivo de montar um arcabouço para a defesa nacional. Com o passar do tempo, essas práticas foram adaptadas e inseridas aos mercados e à economia. A IC é uma orientação qualificada que oferece a oportunidade de acesso às melhores informações para uma tomada de decisão assertiva nas relações comerciais.  

Alguns fatores são importantes para a seleção de mercados, como questões culturais, geográficas, econômicas, de infraestrutura, ambiente político, questões regulatórias, barreiras comerciais, acordos comerciais, risco-país, tecnologia e inovação, entre outros.  

Fazer inteligência comercial, portanto, significa entender a dinâmica do mercado no qual o empreendedor pretende atuar para poder ser mais assertivo nas ações a serem desenvolvidas nesse mercado.  

E os pequenos negócios, de fato, têm maiores dificuldades de buscar essas informações e transformá-las em conhecimento.  

O professor Júlio César Zilly explicou que é preciso que os empresários desenvolvam uma mentalidade focada no comércio global, fazendo uso das informações que já estão disponibilizadas.  

Mas onde obter tais informações de mercado e quais são as plataformas e ferramentas disponíveis? A primeira observação que deve ser feita é que todas as estatísticas são elaboradas a partir da classificação fiscal dos produtos (NCM/SH). A partir das estatísticas, cada país desenvolve suas políticas públicas. Portanto, é necessário que o empreendedor saiba a classificação correta do produto que deseja exportar ou importar.   

Conheça algumas plataformas online e gratuitas para os empresários:  

Comex Stat – É um sistema para consultas e de extração de dados do comércio exterior brasileiro. Todo mês são divulgados dados detalhados das exportações e importações do país, extraídas do Siscomex e baseados na declaração feita por exportadores e importadores. 

TradeMap/ITC – Trata-se de uma ferramenta disponibilizada pelo International Trade Centre (ITC) que possibilita a obtenção de dados sobre o comércio internacional dos produtos. O ITC desenvolveu as ferramentas de análise de mercado Trade Map, Market Acess Map, Investiment Map e Standards Map, para aumentar a transparência do comércio global, o acesso ao mercado e ajudar os usuários em suas análises de mercado. 

Outras plataformas internacionais e gratuitas foram citadas no webinário, todas com o objetivo de prover informações para as empresas.  

Para o professor Zilly, trabalhar com inteligência comercial é um processo de maturidade que as empresas irão vivenciar e é uma prática que tem sido potencializada pelas orientações e programas das entidades, cujo foco é a agenda de internacionalização e promoção comercial internacional. 

Conclusão 

A inteligência comercial é o grande trunfo para que as empresas se tornem cada vez mais competitivas, atraírem prospects e fidelizarem mais clientes em tempos de transformação digital. Afinal, estamos vivendo na erada informação e nunca antes as empresas tiveram acesso a tantas informações relevantes a respeito de seus clientes e do mercado de atuação. 

Assim, a IC se torna algo inevitável para empreendedores que querem conhecer melhor seus clientes e vender de forma competitiva. 

Saiba mais:

Exportação para MPEs  

Roadshow Go to Market 2022 

FAVORITAR
Botão favoritar

 

Participe das comunidades temáticas Sebrae no Telegram.



O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

FAVORITAR
Botão favoritar
Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora