this is an h1

this is an h2

Organização

Agricultura orgânica muda realidade de região rural do Espírito Santo

Agricultores de um assentamento com dificuldades de produção e comercialização de hortaliças encontraram nos orgânicos um diferencial competitivo

· 06/12/2013 · Atualizado em 12/02/2016
FAVORITAR
4743438af1c92410VgnVCM100000b272010aRCRD

Em meados de 2004, Brezolim Oliveira e outros agricultores receberam áreas rurais no Assentamento Monte Alegre, no município de Muriqui (ES), para iniciar a atividade de produção de hortaliças, em cultivo convencional, sistema que utilizava adubos químicos, defensivos agrícolas e outros insumos com o objetivo de aumentar a produtividade.

No entanto, em 2006, estava difícil inserir as hortaliças no mercado, tendo em vista que se tratava de um produto sem diferencial e ofertado em pequena quantidade. Com a área de plantio limitada e com dificuldades crescentes para comercializarem os seus produtos, a cada dia, os produtores rurais estavam mais desmotivados e frustrados com a atividade.

O agricultor Brezolim, uma das lideranças do assentamento, sentiu a necessidade de buscar alternativas para garantir a sustentabilidade das famílias do local.

Buscou orientação sobre a produção orgânica de alimentos, e junto com parceiros do setor privado e público liderou a instalação de unidades produtivas familiares com o uso de conceitos e práticas sustentáveis. E batalhou para superar as dificuldades iniciais, como a ainda pequena produção e a dificuldade dos assentados trabalharem em grupo.

A produção orgânica acabou se tornando um diferencial competitivo, gerando mais renda e qualidade de vida aos assentados.


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

FAVORITAR
4743438af1c92410VgnVCM100000b272010aRCRD

Mais casos para você explorar