this is an h1

this is an h2

Fri Jun 21 13:50:41 BRT 2024
Empreendedorismo | DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO
Gestão Municipal

Gestão pública eficiente impulsiona a economia local, gera empregos, renda e melhora a vida dos cidadãos, valorizando pequenos negócios!

· 24/05/2024 · Atualizado em 21/06/2024
FAVORITAR
Botão favoritar

FAVORITAR
Botão favoritar

Gestão pública eficiente faz a roda da economia girar

A gestão pública é a espinha dorsal da administração do município e desempenha papel fundamental no planejamento, organização e controle dos recursos e serviços públicos. Deve ter por finalidade atender às demandas da população local de maneira eficiente e em favor do progresso econômico do município, por meio da criação de estratégias e mecanismos de geração de emprego e renda, bem como de melhorias nas condições de vida de seus moradores. Uma gestão pública eficiente deve ter, portanto, em sua base, uma ação administrativa ágil, transparente, sem burocracia, que invista em programas e ações voltados ao interesse público, sem esquecer do aperfeiçoamento e capacitação de seus servidores.

Mas atender a todos esses quesitos são ainda desafios para muitos municípios, já que nos defrontamos, por vezes, com estruturas morosas e com modelos burocráticos de gerenciamento de projetos. Por isso, parcerias com organismos que dão suporte na melhoria da gestão pública municipal, como o Sebrae, são importantes para alavancar o desenvolvimento das cidades brasileiras.

Dentre as ações que geram maior impacto no desenvolvimento do município está o incentivo às micro e pequenas empresas da região, não só no que diz respeito à criação e abertura de novos empreendimentos, mas também promovendo a concessão de crédito para os empreendedores que desejam impulsionar seus negócios.

Os pequenos negócios desempenham um papel vital na dinamização da economia de um município. Políticas municipais que apoiam os pequenos empreendimentos locais têm sido associadas à maior geração de empregos na região. Segundo estimativas, para cada aumento de 1% no número de pequenas empresas, aumenta em até 0,03% a taxa de emprego local. Assim, é crucial que o empreendedorismo esteja no radar dos diversos setores da gestão municipal, garantindo investimentos em infraestrutura, apoio e financiamento a micro e pequenos empresários, retenção de talentos na cidade, construção de um ambiente favorável aos negócios, dentre vários outros.

Tudo isso colabora no crescimento econômico do município e na imagem positiva da cidade, ao elevar, por consequência, os níveis de educação, saúde, emprego e segurança. Logo, percebemos que a principal mola que impulsiona o desenvolvimento econômico são os pequenos negócios, que dão emprego e renda - direta e indireta, colaborando em muito na arrecadação de impostos.

FAVORITAR
Botão favoritar

Gestão municipal e a valorização dos pequenos negócios locais – benefícios e modos de atuação:

  • Geração de emprego e renda: Os pequenos negócios criam a maior parte dos empregos nos municípios. Com mais emprego, aumenta o poder de compra da população, o que faz a economia girar, gerando mais desenvolvimento.
  • Estímulo ao empreendedorismo: Com a criação de programas de apoio ao empreendedorismo, a gestão municipal estimula o surgimento de um ambiente propício para a criação de novos negócios, fortalecendo o comércio, a indústria, os serviços, enfim, toda a cadeia produtiva da região, diversificando a economia local.
  • Incentivo à produção e comercialização de produtos locais: Ao apoiar ações em favor da criação e venda de produtos locais, a gestão municipal fortalece a identidade cultural da comunidade e atrai a atenção de turistas interessados em experiências autênticas. Isso gera maior fluxo de pessoas na cidade, maiores lucros para os empreendedores locais, mais emprego e mais arrecadação de impostos, o que favorece a retenção de riqueza no município.
  • Redução da dependência externa: Ao estimular a diversificação das atividades econômicas por meio do apoio a variados tipos de pequenos negócios locais, o município reduz a dependência de outras regiões do Brasil ou mesmo de países vizinhos, seja na obtenção de produtos e insumos de setores específicos ou mesmo de grandes empresas, o que torna a economia do município – e a própria comunidade - mais forte para enfrentar e se recuperar de quaisquer dificuldades externas. Com um ambiente de negócios diversificado, o município é capaz de suportar melhor os impactos negativos provenientes de crises econômicas externas ou de catástrofes naturais (enchentes, secas severas).
  • Integrando a cadeia de empresários e fornecedores locais: Os pequenos empreendedores compõem, muitas vezes, uma cadeia de fornecimento de produtos e serviços para empresas e instituições do próprio município ou região. Ao fortalecer essa rede de negócios, a gestão municipal cria um ecossistema econômico forte, coeso e interdependente, o que colabora para o progresso econômico sustentável e inclusivo.

Se você, gestor, quer inovar, promovendo ações que impactam positivamente no crescimento do seu município, é fundamental fomentar o empreendedorismo! Elabore políticas públicas de estímulo aos empreendedores locais. Torne o seu município forte e resiliente, a partir das metas da Agenda 2030 e de seus 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável - ODS, incluindo nos planos municipais instrumentos eficientes de gestão que ampliem as oportunidades para os pequenos negócios.

FAVORITAR
Botão favoritar

Iniciativas para alavancar o desenvolvimento econômico do município

  1. Promover ações para melhorar a máquina pública e promover uma gestão eficaz, com a realização, por exemplo, de cursos de formação e capacitação de gestores, servidores municipais e líderes locais, a fim de que desenvolvam as habilidades necessárias à elaboração de projetos e programas assertivos e inovadores.
  2. Consolidar a atuação e o posicionamento da prefeitura como ‘Cidade Empreendedora’, divulgando a imagem do município, por meio das mídias e redes sociais, como ambiente favorável aos negócios e ao empreendedorismo e aumentando, dessa forma, o prestígio do município.
  3. Fortalecer a interação e o diálogo com os moradores. Utilizar cada vez mais as mídias sociais – especialmente o Instagram -, para promover uma comunicação eficiente e transparente, colocando os cidadãos a par das ações em curso pela prefeitura, seja nas áreas de transporte, educação, saúde; mudanças no trânsito da cidade, projetos voltados à geração de emprego, entre tantos outros temas, promovendo assim um diálogo aberto, construtivo.
  4. Priorizar uma agenda de desenvolvimento econômico local, com foco em iniciativas que promovam o crescimento sustentável, a partir de um planejamento estratégico e a identificação de atributos e dotações locais.
  5. Formar comitês integrados junto aos diversos órgãos municipais para implementar as políticas públicas, estabelecendo grupos de trabalho multidisciplinares para deliberar, estruturar e implementar planos e projetos de forma colaborativa e eficiente.

Por que aderir ao eixo ‘Gestão Municipal’ do Cidade Empreendedora?

Antes de formular diretrizes e ações para impulsionar o ambiente de negócios, é essencial que os gestores façam uma análise profunda das características, potencialidades e oportunidades econômicas da região. E, para isso, o Sebrae pode ajudar!

O Sebrae possui uma vasta base de dados sobre o ambiente de negócios no Brasil, incluindo estudos de mercado, pesquisas setoriais e análises econômicas. Essas informações são muito úteis para você, gestor municipal, tomar decisões estratégicas. O Sebrae também pode ajudá-lo a fortalecer a gestão pública, por meio de capacitação, assessoria técnica e articulação de parcerias.

O objetivo do Sebrae com o eixo do Cidade Empreendedora é apoiar o engajamento, a qualificação e capacitação dos gestores públicos. No eixo “Gestão Municipal”, do Cidade Empreendedora, o Sebrae direciona esforços para envolver os gestores, especialmente a alta direção do poder público municipal. Além disso, o Sebrae atua aprimorando o ambiente de negócios e na implementação de soluções empreendedoras acessíveis aos pequenos empresários locais.

O foco da abordagem é o desenvolvimento econômico do município! As soluções propostas abrangem desde o planejamento inicial, incluindo diagnósticos e identificação de oportunidades - com base em dados e informações municipais/territoriais -, até a elaboração de planos e a implementação de uma agenda de desenvolvimento. Além disso, são feitos o monitoramento e a avaliação da execução desses planos, para garantir o sucesso das iniciativas em curso.

Veja a publicação Parceiro dos Prefeitos

FAVORITAR
Botão favoritar

Oficina Desenvolvimento Econômico Local (Oficina Del) do Sebrae

A Oficina Del é uma das principais ferramentas de apoio oferecidas pelo Sebrae aos municípios para criar um ambiente mais favorável aos pequenos negócios. A abordagem é inovadora e propõe uma nova perspectiva aos gestores, destacando as potencialidades locais e identificando oportunidades no município.

Em Rio Branco, no Acre, por exemplo, a experiência com a Oficina Del foi altamente produtiva e contou com a participação das principais lideranças do poder executivo municipal: prefeito, vice-prefeito e secretários, além de outros gestores municipais e agentes de desenvolvimento (AD).

De forma interativa, foi elaborado o Quadro Canvas da cidade de Rio Branco, com as principais ações propostas para o desenvolvimento econômico do município, a partir da análise das demandas e potencialidades locais. Ao final da Oficina Del, os participantes levaram de experiência uma série de insights valiosos, decorrentes da mudança na percepção de seus papéis como gestores e impulsionadores do desenvolvimento econômico municipal.


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

FAVORITAR
Botão favoritar
Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora

Posso ajudar?